Como interpretar o teste de personalidade do bebê

Como interpretar o teste de personalidade do bebê

Oi flor do dia, tudo bem com você?

Existem cinco características de personalidade em bebês e identificar qual é a característica do seu bebê pode te ajudar a se relacionar com ele, conhecer e entender seus limites e saber do que ele precisa.

As cinco características são:

  1. Bebê Anjo
  2. Bebê Livro-texto
  3. Bebê Sensível
  4. Bebê Enérgico
  5. Bebê Irritável

Para saber qual é a característica predominante do seu bebê, clique aqui para conhecer e realizar o teste.

Após realizar o teste, provavelmente você reconhecerá seu bebê em um dos resumos seguintes, ou talvez ele combine características de diferentes tipos.

Leia todas as cinco descrições e lembre-se de que estamos falando sobre uma maneira de se comportar no mundo, e não de uma disposição ocasional ou de um comportamento associado a uma dificuldade, como uma cólica ou um marco específico do desenvolvimento, como a erupção dos dentes.

Além disso, em cada um dos perfis há um exemplo de um bebê conhecido, que corresponde quase exatamente àquelas características.

1. Bebê Anjo

Como era de esperar, esse é o tipo de bebê que todas as mulheres que engravidam pela primeira vez imaginam ter: ele parece um verdadeiro sonho. Pauline é um bebê desse tipo: doce, eternamente sorridente e muito pouco exigente. Suas dicas são fáceis de interpretar. Ela não é perturbada por ambientes novos e é extremamente comportada – na realidade, você pode levá-la para qualquer lugar. Ela tem facilidade de se alimentar, brincar e dormir e em geral não chora quando acorda. Você encontrará Pauline brincando em seu berço quase todas as manhãs, conversando com um bicho de pelúcia ou apenas se distraindo com a faixa do papel de parede. Um bebê Anjo quase sempre consegue se acalmar sozinho; mas, se estiver muito cansado, talvez porque suas dicas não tenham sido bem interpretadas, a única providência necessária é aconchegá-lo um pouco e dizer: “Eu estou vendo que você está muito cansado”. Depois, cante uma canção, deixe o quarto confortável, escuro e silencioso, e logo ele dormirá.

2. Bebê Livro-texto

Esse é o nosso bebê previsível e, como tal, é consideravelmente fácil lidar com ele.
Oliver insinua tudo o que fará, por isso não existem muitas surpresas com ele. Ele chega a todos os marcos exatamente de acordo com o previsto – dorme a noite toda aos 3 meses de idade, consegue rolar aos 5 e senta-se aos 6. Suas manifestações do processo de crescimento parecem um relógio. Nos períodos em que seu apetite aumenta repentinamente, ele está ganhando peso e se desenvolvendo com rapidez. Quando tem apenas 1 semana, já consegue brincar sozinho por um período curto – 15 minutos aproximadamente – e também murmura muito e olha ao redor. Além disso, sorri quando alguém sorri para ele. Embora Oliver tenha períodos normais de mau humor, exatamente como os livros descrevem, é fácil acalmá-lo. Também não é difícil fazê-lo dormir.

3. Bebê Sensível

Para um bebê ultra-sensível, como Michael, o mundo parece uma série interminável de desafios sensoriais.Ele se assusta com o ruído de uma motocicleta passando na rua, com os sons da TV, com um cachorro latindo na casa do vizinho. Ele pisca ou tenta afastar o rosto de uma luz forte. Às vezes chora sem motivo aparente, mesmo quando está sozinho com a mãe. Nesses momentos, ele está tentando dizer na sua linguagem de bebê: “Eu já estou cansado, preciso de um pouco de paz e silêncio”. Freqüentemente, fica irritado depois de algumas pessoas o segurarem ou depois de passear. Ele brinca sozinho por alguns minutos, mas precisa se certificar da proximidade de alguém que ele conheça bem – a mamãe, o papai ou a babá. Já que esse tipo de bebê gosta muito de sugar, a mamãe pode interpretar mal suas dicas e pensar que ele está com fome, quando uma chupeta poderia acalmá-lo.


Ele também pode se alimentar de uma forma errática, às vezes agindo como se tivesse esquecido como fazê-lo. Durante as sonecas e à noite, Michael com freqüência tem dificuldade em pegar no sono. Bebês Sensíveis como ele facilmente saem dos horários programados, porque seu sistema é muito frágil. Uma soneca muito longa, o fato de pular uma refeição, uma visita inesperada, uma viagem, uma mudança na rotina – qualquer um desses eventos pode colocar Michael em desespero. Para acalmar o bebê Sensível, você terá de “recriar o ventre”. Envolva-o bem firme em um cobertor, aconchegue-o no seu ombro, sussurre perto do ouvido dele ritmicamen-te um som que lembre o da água fluindo pelo ventre e dê tapinhas suaves nas costas dele, imitando o ritmo cardíaco (isto, aliás, acalma a maioria dos bebês; mas funciona especialmente com o Sensível). Se você tiver um bebê Sensível, quanto mais rápido aprender a interpretar suas dicas e seu choro, mais simples sua vida será.

Esses bebês adoram estrutura e previsibilidade – nada de surpresas, muito obrigado.

4. Bebê Enérgico

Esse é o bebê que parece sair do ventre já sabendo do que gosta e do que não gosta, e ele não hesita em mostrar isso a todos. Bebês como Karen são muito vocais e, às vezes, chegam a parecer agressivos. Ela freqüentemente chama a mamãe e o papai aos gritos quando acorda pela manhã. Ela detesta ficar com as fraldas sujas e comunicará “Troque-me” vocalizando violentamente seu desconforto. Na realidade, balbucia muito e bem alto. Sua linguagem corporal tende a ser um pouco desajeitada.

Karen frequentemente precisa ser envolvida em um cobertor para dormir, porque seus braços e suas pernas ficam se debatendo e a deixam super estimulada. Quando começa a chorar e o ciclo não é interrompido, parece chegar a um ponto do qual não há retorno: seu choro vai se prolongando até atingir um estado de raiva extrema.

Um bebê Enérgico provavelmente segurará a mamadeira em idade prematura.

Ele também percebe os outros bebês antes que eles o percebam e, assim que tiver idade para desenvolver uma preensão boa e firme, pegará também os brinquedos dos outros.

5. Bebê Irritável

Eu defendo a teoria de que bebês como Gavin já estiveram por aqui antes – eles são “almas velhas”, como costumo chamá-los, e não ficaram nada felizes em voltar ao mundo. Eu posso estar errada, é claro, mas independentemente do motivo, garanto que esse tipo de bebê é absolutamente amargo, ou como dizemos em Yorkshire, está bravo com o mundo e mostra isso claramente. Gavin choraminga todas as manhãs, não sorri muito durante o dia e fica inquieto até dormir, todas as noites. Sua mãe tem muitos problemas em conseguir manter as babás, porque elas tendem a levar o mau humor desse bebê para o lado pessoal. No início, ele detestava tomar banho e, cada vez que alguém tentava trocá-lo ou vesti-lo, ele se tornava impaciente e irritado.

Sua mãe tentou amamentá-lo, mas seu fluxo (o ritmo do leite até chegar ao mamilo e passar por ele)era lento, e Gavin não tinha paciência. Embora ela tenha seguido todas as normas, a alimentação ainda é difícil por causa do mau humor dele. Para acalmar um bebê Irritável, a mãe ou o pai precisam ser pacientes, porque esse bebê fica muito bravo e seu choro é particularmente alto e longo. O “murmúrio da água do ventre” precisa ser ainda mais alto que o choro. Ele odeia ser envolvido em cobertores e certamente faz você saber disso.

Se o bebê Irritável tiver uma crise, diga: “Está bem, está bem, está bem”, de
uma forma rítmica, enquanto o acalenta suavemente de frente para trás.


Tenho certeza de que você já reconheceu seu bebê nas descrições anteriores. Talvez ele seja uma combinação entre dois tipos. Qualquer que seja o caso, essas informações servem para orientar e esclarecer, não para alarmar. Além disso, é menos importante descobrir um “rótulo” que saber o que esperar do temperamento específico de seu bebê e como lidar com ele.

Até jajá!

REFERÊNCIA

Tracy Hogg, Melinda Blau. Os Segredos de Uma Encantadora de Bebês: COMO ACALMAR, RELACIONAR-SE E COMUNICAR-SE COM O SEU BEBÊ.

Compartilhe este conteúdo
Fechar Menu